A Arte do Scrapbook?

Oi amoressss...
Voltei com um post bem legal para falar sobre scrapbook.
Bom, uns meses atrás postei nas minhas redes sociais um álbum do meu filho que estou montando todo no scrapbook. Então algumas meninas me perguntaram que técnica é essa?
Scrapbook é uma terminologia em inglês para definir um livro com recortes, é entretanto uma técnica de personalizar álbuns de fotografias ou agendas com recortes de fotos, convites, papel de balas e qualquer outro material que possa ser colado e guardado no interior de um livro.
(scrap - recortes, book - livro)


 Aqui neste post vou dar algumas dicas de como começar montar um álbum com essa técnica e o materiais básicos.

* Base de corte:  é fundamental para cortar o papel nos tamanhos desejados. Ela é encontrada em 3 tamanhos: A4, A3 e A2. A Base tamanho A4 não é muito utilizada no scrap, por se tratar de ser uma base pequena que dificulta um pouco o trabalho do scrap. A base A3 é a mais utilizada, tem tamanho 300 x 450 mm, e é ideal para quem não tem muito espaço para o trabalho, e ao mesmo tempo, quer precisão no corte do papel. A terceira base, a A2 é a maior (600 x 430 mm), é muito usada em pathwork também. Ela é bem prática, mas ocupa mais espaço.
A base de corte é necessária para fazer cortes precisos, pois ela é toda quadriculada em centímetros para facilitar a medição.

* Estilete: O estilete você pode usar qualquer um, desde que ele tenha um corte preciso, e seja confortável para o manuseio.
Para o começo, você pode utilizar sem problemas um estilete simples, e com o tempo, pode adquirir um estilete mais elaborado, ou um kit de estiletes de precisão.

*Régua Metálica: Para apoiar o corte com o estilete, é fundamental uma régua metálica boa. Se você usar uma régua plástica, com o tempo o fio do estilete irá “comendo” o plástico e te dará cortes tortos do papel, sem nenhum pouco de precisão. A régua metálica não desgasta como a régua plástica, pois quando o fio do estilete passa, não tira lascas do metal. E isso te dará precisão no corte, sem falar da durabilidade. O material da régua deve ser de Aço, e não alumínio. O alumínio, assim como o plástico, também lasca com o passar da lâmina do estilete. Outro detalhe, a régua deve ser de 30cm ou mais, para facilitar o trabalho. 

*Cola: A cola tem quer própria para scrap, tem que ser acid free. Para que o trabalho seja duradouro, e de qualidade, não tem como remediar com qualquer cola, pois a cola para scrap tem que ser sem ácido. O ácido corrói as fotos, e com o passar dos anos dá aquele aspecto amarelado e feio nas fotos (por isso que os álbuns antigos de família ficavam amarelados). A cola própria para scrap é um pouco mais cara do que as colas comuns, mas vale o investimento.
Observações sobre a cola para Scrap:

O mínimo é muito. Passe uma fina camada da cola nos seus trabalhos, para evitar borrões. A cola adere o papel super bem, por isso não é preciso passar camadas grossas da cola no papel. Passe um filetinho bem passado, que já é necessário.

Passe a cola somente nas bordas do papel que irá colar. Não é necessário ficar passando no meio do papel.

Cole no lugar certo. A cola de scrap seca rápido e não permite que você movimente o papel por cima de outro.

*Fita dupla face e Fita banana: As fitas dupla face são encontradas em dois tipos: A dupla face normal, e a dupla face espumada (conhecida como fita banana). A dupla face simples ou normal, é utilizada para colar detalhes mais finos (como fitas, tiras de papel), fotos, entre outros. Já com a dupla face espumada é possível dar relevo a detalhes do projeto de scrap. 
 
A fita dupla face espumada, deve ser cortada, preferencialmente, com o estilete. A cola da fita junto com a espuma, gruda na tesoura e a invalida para cortar papel.



*Tesoura: A tesoura escolhida para o scrap, deve ser de tamanho médio e deve ser de ponta, para proporcionar cortes precisos em detalhes pequenos. Tenha sempre mais de uma tesoura. Deixe uma só para corte de fotos e papeis, para que não suje com outras impurezas.
 
Existem tesouras que fazem cortes com detalhes (texturas) para dá mais detalhes as fotos e papeis.


*Papeis para scrap: Agora é a melhor hora! Escolher os papéis, mas na hora de escolher, é bom fazer combinações de no mínimo 3 folhas de scrap. Para começar é legal combinar um liso, um listrado ou bolinha, e um estampado, para dar um contraste legal.  Depois que vai se soltando e conhecendo melhor os papéis, pode combinar de várias maneiras.
 
Existem papeis de varias cores, estampas, desenhos, flores, paisagens, animais, lugares e muito mais...



*Furadores: Furador é uma ferramenta bem importante para quem não tem habilidade com recortes pequenos. Com apenas um furador, você pode fazer detalhes em vários projetos diferentes. Outra vantagem, é que com o furador, vc usa qualquer sobra de papel para os projetos. 
É muito mais bacana que adesivo, pois adesivo é usado uma única vez, e com o furador, você pode trabalhar em infinitos projetos diferentes.
Bom, os furadores tem um custo um pouco alto, mais para uma grande produção vale apena e se bem conservados duram por muito tempo.
                                                                                                               Fonte: http://www.luveras.com/


 São esses os materiais básicos para fazer scrapbook, a lista é grande mais o trabalho fica muito lindo. Não precisa adquirir todos de uma vez, vai comprando aos poucos. 
No próximo post mostro alguns detalhes do álbum que estou fazendo e dou mais dicas para vocês.

Fico por aqui e até o próximo post.
Beijos....

 

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço a todos
pela vista!

TOPO